Apresentação

Bem vindo ao meu blog.Aqui serão lidos meus pensamentos e sentimentos decodificados em palavras, então, será um blog íntimo e profundo! A todos uma boa viagem por dentro de meu ser!

quarta-feira, 28 de abril de 2010


Tenho a sensação infinita e profunda da solidão...
Uma carência insólita de um verdadeiro afeto
De um verdadeiro afago
Entretanto, quando alguém me abraça e me envolve em carícias, acredita ser o meu dono e senhor.
A liberdade tem seu preço...Um imposto alto...Preciso aprender a pagar sem reclamar.


Hoje eu acordei com desejo de vida
Fome de experiências e de aventuras
Sede de emoções...
Eu sinto o mundo através do meu corpo
Através da minha intuição, da minha percepção,da minha sensibilidade
Dos meus sentidos, das minhas vontades e necessidades físicas e dos meus orgasmos...
Quando faço amor, o outro e percebido por mim em toda a sua plenitude
Através da pele, do corpo, do prazer, da alma
Eu vivo o outro, penetro no íntimo do outro
Eu nasci para amar e ser amada de maneira intensa
Quero ser amante da natureza, da vida, dos fatos
Quero ser amante do destino
Ah...Um amor para ser o meu horizonte
É lua cheia...
Mil mulheres nascem de dentro de mim, florecem e brotam em minhas lágrimas
em minhas dores, em meus espamos, em meus sonhos, em meu silêncio...
Sou uma tempestade de mil vidas
Eu valorizo cada segundo da minha respiração
A minha alma gosta de presenciar a vida
O corpo muda e a alma é firme, perene, intrépida e fluída...
Eu quero ser a mãe de todos os sóis
Quero parir estrelas...Labaredas de fogo tornando mãos a me tocar
Quero um colo também, para descansar
E você, meu pássaro loco, quero amar até a eternidade
Dei-me asas senhor...para voar até seu paraíso
Dei-me força que levarei o meu amor em meu bico
Eu sinto a vida pulsando, pulsando...
Obrigada, obrigada a todos os anjos e arcanjos
E os seres que me protegem..
As horas estão chegando e juntos seguiremos...
Eu sou uma pessoa, uma mulher e um tigre
amar, amo, amarei
Setença de vida...O amor em meus poros.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Mensagem de Chico Xavier

A sua irritação não solucionará problema algum...
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas...
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.
O seu mau humor não modifica a vida...
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus...
A sua tristeza não iluminará os caminhos...
O seu desânimo não edificará ninguém...
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade...
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você...
Não estrague o seu dia.
Aprenda a sabedoria divina,
A desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre...
Para o infinito bem!


Chico Xavier

sábado, 17 de abril de 2010

Andei pensando, e seu criasse um personagem? Talvez pudesse criar uma semideusa, fazer plástica, mudar, perder peso, ficar tão delgada como uma linha e tênue, ou malhar muito e criar musculos e definiçõess..Segui algum arquetipo, alguma ilusão coletiva do mundo...As pessoas precisam de deuses para adorar! Só é feliz e querido nesse planeta quem usa máscáras...Porque as pessoas não conseguem se encontrar e querem encontrar em seus ídolos pedaços doque elas gostariam de ser ou coisas que ela sabem que no fundo existem dentro delas mesmas!
O mundo é tão cheio de ilusão que até a negação de uma ilusão se torna uma ilsuão!
Nada faz sentido...Como diria o robô personagem do filme Caçador de Andróides"É hora de morrer"...Morrer para toda essa hipocrisia e toda essa mentira travestida de sociedade!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

terça-feira, 6 de abril de 2010

Kevin Richardson: O encantador de leões



Kevin Richardson é um sul africano fisiologista, dono de uma reserva natural, onde se apaixonou pelos felinos. Deixou de cuidar dos pacientes pre e pós operatórios para se dedicar a sua verdadeira paixão que é interagir-se com os animais. Começou criando um leão pequeno e hoje ele consegue se comunicar com eles através da sua sensibilidade e dos seus instintos como ele mesmo descreve em algumas reportagens, em uma delas que saio no Fantástico (TV Globo) ele disse que compreende o perigo que está passando, mas se fosse para morrer sendo comido pelos leões ele voltaria e faria tudo novamente. Ele se entrega a esse amor, usa a sua natureza primária e os animais, carnívoros capazes de devorar grandes animais que se entregam aos seus carinhos como verdadeiros gatinhos. Em uma das cenas, a leoa confia tanto em Kevin, que entra no rio, todos sabem que eles, os felinos, odeia água, mas ela vai, porque kevin chama e está lá.Ele toca nos filhos da leoa parida e se joga entre os leões como se fossem cães domésticos...É uma linda relação de amor e de entrega O que me fez refletir, que até o animais mais ferozes se entregam ao amor, e o homem, com toda a consciência e capacidade de transcendência mata seu semelhante e não consegue respeitá-lo, amá-lo, ser solidário. A raça humana é o que de pior existe nesse planeta, é que degrada e destrói de maneira violenta e bestial. Enquanto kevin ama, os homens se odeiam. Ele é um exemplo, uma pessoa fantástica e mágica. Kevin é ativista e trabalhar na preservação e conservação desses animais, estudando seu comportamento e se interagindo em uma nítida relação de respeito e amor.

Ego e apreciação

Para alguns o ego é expressão natural da personalidade,
para outros é o inimigo oculto do ser humano.
As três principais formas do ego atuar são:
(1) aceitação intrínseca de qualquer forma de elogio e criação de um padrão de pensar de acordo com o elogio;
(2) admiração demasiada ao eu devido à talentos e posses adquiridas;
(3) expectativa imediata de retorno das ações realizadas.
As três grandes dicas para acabar com o ego são:
(1) nunca identificar o eu com as qualidades adquiridas (título, cargo, status) e posses materiais;
(2) apreciar as qualidades dos outros tanto quanto suas próprias qualidades;
(3) respeitar todos, considerar que cada pessoa é presenteada com um ou outro valor.
(BK Sangeeta, The enemy in disguise - Ego, The World Renewal, October, 2001)

domingo, 4 de abril de 2010

Os setes raios


A dispeito do sexto raio, o mesmo refere-se ao período de 2 mil anos regido pelo Mestre Jesus Cristo, um dos Avatares ou Mestres Ascencionados pertencente a grande Fraternidade Branca.O período de vigência deste raio finda-se após o período de 2 mil anos correspondente ao mesmo, ou seja na época em que vivemos agora, e o raio subsequente, o sétimo raio, Regido pelo Mestre Saint Germain, já está atuando sobre o planeta Terra, o que é conhecido popularmente como Era de Aquarius. É por esse motivo que discute-se a vinda de fato do que se espera por um cataclisma mundial, que marcaria defnitivamente a transição de raios sobre o planeta, e a iniciação de uma Nova Era.
El Morya -- Primeiro Raio, cor azul-cobalto
Kuthumi ou Lanto(em diferentes fontes) -- Segundo Raio, cor Dourado
Paulo Veneziano -- Terceiro Raio, cor rosa
Serapis Bey -- Quarto Raio, cor branca
Hilarion -- Quinto Raio, cor verde-esmeralda
Jesus ou Nada(em diferentes fontes) -- Sexto Raio, cor púrpura-dourado
Saint Germain -- Sétimo Raio, cor violeta

sábado, 3 de abril de 2010

Meu anjo



Quando eu era mais nova, pensava em encontrar a minha alma gêmea...Procurei em todas as partes que pude e não encontrei.Uma certa vez, o mestre me disse que eu a encontraria quando estivesse pronta, acho que nessa reencarnação não fiquei pronta o suficiente!
Perdi todas as possíveis "almas-gêmeas" e todas as possibilidades de encontrá-la...Mas hoje eu ainda acredito em anjos!
Não tive o mérito de estar ao lado da minha alma-gêmea, mas vi mulheres que encontraram seus anjos em forma de homem...Hoje eu sei, que ele está por ai!
Metade de um deus e a outra metade humana, metade redenção e a outra metade apego, metade inocência e a outra metade desejo, uma parte dele quer voar e a outra ficar para ser meu...
Sei que ele está, ouso o farvalhar das suas asas e sinto o calor delas, como eros, ele entra na madrugada e me aquece, como psique, curiosa eu o assusto com a minha lamparina de perguntas e questionamentos e um mundo de emoções...
Tenho vontade de encontrá-lo a luz do dia e olhar no fundo dos seus olhos, abraçá-lo,tocá-lo e dizer-lhe o quanto eu o esperei...Meu anjo! O quanto o desejo e sonho com ele todas as noites...Cada manhã é vazia sem sua presença e nada mais faz sentido depois da revelaçaõ de sua existência!
Quero voar ao seu lado e alcançar as estrelas, dormir sob suas asas e ser sua protegida...Meu anjo, aparece, mostre sua face,já está tarde, minha alma quer adormecer!

Poema: Alguma Luz


Quando as asas estão partidas
E as manhãs escravizadas nas tempestades do céu
E na boca solvendo o gosto amargo de fel
Que restou das despedidas

Quando não se tem mais as soluções
Quando as feridas estão supurando
E no mesmo chão de sangue se vai arrastando
E estamos perdidos e cegos nas tormentas das emoções

Perguntamos por um Deus existente
Nos entregamos a própria sorte
talvez inconscientes, extenuados, ansiando a morte
Das nossas razões inconsistentes

E no meio das turbuLeñcias e da solidão
Olhamos para dentro do nosso ser
Busacndo a força para que possamos ver
Os verdadeiros comainhos do abnegado coração

Não se tem mais as mesmas asas de sempre
Nem o mesmo ímpeto de voar
Estamos dilacerados, atoradoados,incoerentes
tememos a aventura de amar
Estamos encarcerados nos obscuros quartos da nossa mente

E onde estão os deuses, os mestres do todos os dias?
Das longas orações onde se lia
Onde estão seus conselhos,consolos,abraços?
Onde estão eles agora para guiarem nossos passos?

As asas não conhecem mais o vôo sobre o oceano da vida
Estão pesadas, feridas
Escorre o vermelho sobre as plumas brancas que cobrem algum mundo
Submerso no nosso eu mais profundo

O que fazer, para onde ir, onde se esconder?
Não se sabe muita coisa sobre as ações,
Muito menos sobre os súbitos e falsos perdões
Mas o silêncio, talvez , seja a chave para esquecer

Mas ainda pode ser vista nas raras estrelas dessa noite escura
Além do fogo,chamas, lágrimas, gritos, embriaguez
Algum resquício de luz diante de tanta pequenez
Na esperança do amor que alimenta a ave diurna.

Ansyse Ladeia
Salvador, 11 de março de 2008