Apresentação

Bem vindo ao meu blog.Aqui serão lidos meus pensamentos e sentimentos decodificados em palavras, então, será um blog íntimo e profundo! A todos uma boa viagem por dentro de meu ser!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Caminhos noturnos

Minhas noites esconde mistérios amigos...Mistérios que eu mesma nem consigo decifrar...Minhas noites, são como minha mente, simbólica e profunda, cheia de signos e imagens. Essas últimas noites tem sido estranhas. Tem uma pantera que me visita em plano astral e coloco leite para ela, é um amigo espiritual que me proteje e me ajuda! Tem os meus guias que adoram se materializar fisicamente no meio da madrugada e tem os espíritos que custumam aparecer...Minhas noites são diferentes dos meus dias.
A coruja que passeia por perto, pousou na minha varada em uma dessas noites, era lua nova. Tenho os lençois aquecidos enquanto meu espírito vaga por outros mundos...As minhas noites são fragmentadas,povoadas.
Outro dia uma criança andava com ele, ele não percebeu! Outro dia senti um anjo me aquecendo, eu percebi! As minhas madrugadas tem os diálogos dos amantes, tentando se encontrar e encontrar um caminho, em palavras, beijos, carícias, gemidos, gritos...Vasos que se derraman e não germinam...As minhas noites são minhas! As vezes são vazias...Muitas vezes solitárias, eu caminho por elas, embora prefira o Sol, alimento-me também da lua.
Tem os gatos miando, e as sombras andando sozinhas...Nas noites e eu me protejo rezando, e pensando em um lindo vale verde.
Custumo deitar na rede e namorar as estrelas que consigo visualizar da varanda, são minhas irmãs que me lançam poder...E penso porque não posso logo retornar para o infinito, enquanto meus pés parecem que criaram raízes em uma cidade com sabor de mar!
Minhas noites me banham de perguntas sem respostas, em todas elas eu morro e quando nasce o sol eu renasço...Mas quando chega a noite, sou um mosaico de emoções!
Essa noite senti sua falta, busquei em meus céus seus olhos amendoados...Multiplicaram-se em estrelas de luz...Nas minhas noites as saudades costumam brotar como árvores que ramificam-se em mim...ui, como dói.
Lembrei dos seus cabelos chicoteando minha pele, acariciando meus seios e suas mãos dedilhando minha cintura. Ainda quero seu colo...Sua proteção descuidada...Sua voz de águia noturna!
As minhas noites são enormes...Um universo de formas e sentimentos...Estranhas, minhas noites são estranhas!

Vou pintando em meu coração...
Matizando os meus dias
Como cores em uma paleta
de Encontros e reencontros
Olhando em um espelho
vendo-me menina e mulher, e mulher, e menina
Suavizando-me, alargando-me
E chorando sempre nas despedidas....