Apresentação

Bem vindo ao meu blog.Aqui serão lidos meus pensamentos e sentimentos decodificados em palavras, então, será um blog íntimo e profundo! A todos uma boa viagem por dentro de meu ser!

domingo, 28 de fevereiro de 2010


"Flores de bom dia, saudade minha,
esvaziando a agonia do desencanto,
enchendo as horas com sussurros suaves.
Agora tenho pétalas, perfume e pólen
num invisível bem fundo de mim."


(Antonio Naud Júnior, Fevereiro de 2010)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Se não falas



"Se não falas, vou encher o meu coração
Com o teu silêncio, e agüentá-lo.
Ficarei quieto, esperando, como a noite
Em sua vigília estrelada,
Com a cabeça pacientemente inclinada.

A manhã certamente virá,
A escuridão se dissipará, e a tua voz
Se derramará em torrentes douradas por todo o céu.

Então as tuas palavras voarão
Em canções de cada ninho dos meus pássaros,
E as tuas melodias brotarão
Em flores por todos os recantos da minha floresta.
"
(Rabindranath Tagore)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Humanos cósmicos



Quem somos? Que estamos fazendo aqui e para onde vamos? Quando paramos para pensar e refletir sobre nossa existência nos deparamos com essas perguntas...A evolução do homem, a antropogênese possui muitas teorias científicas, hipotéticas, empíricas, místicas, mas o surgimento do homem faz parte da própria cosmogêneses!
Bom...A cosmogênese já é mais complexa e existe um estudo profundo...Mas de que devemos nos deprender? Dos nossos conceitos, das nossas cristalizações, das nossas lógicas e estudos científicos e principalmente , principalmente dos nossos medos...Para pode avançar no reencontro de si mesmo...No reencontro da nossa origem...
O ser humano é ser cósmico, não pertencemos a uma pessoa, a uma instituição, a uma símbolo, não pertecemos a uma lei, nem a um status social, nem mesmo a uma condição social, nao pertecemos a uma cidade, uma país, uma nação, uma língua, um planeta, pertecemos ao universo, somos livres dentro dele e ele expressa sua liberdade de manifestação dentro de nós..."O macro é como micro" (hermes Trimegistro-O Cabalion)
Porque, então, nos limitamos, nos sentimos presos a uma condição, a uma situação, a mesmo a uma dor, um momento, a uma classe, a um código?...Tudo não passa de uma mera ilusão do mundo da dualidade, onde nossas almas crianças no caminho da compreensão do todo, ainda dão os primeiros passos em uma luta contínua entre a verdade e a forma ilusória.É uma verdadeira batalha de titãs, onde a humanidade está entre a balança do sofrimento e da alegria, buscando desesperadamente o equlíbrio para a eternidade ser reencontrada! A busca da felicidade, muitas vezes de maneira insana, através de prazeres e momentos fulgazes , é a necessidade incontestável do reencontro com o increado creador, com o ser supremo, com Deus!
Mas é tão fácil, na verdade é mais fácil que imaginamos...Precisamos apenas acordar do sonho...E voar em direção as estrelas!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Meu coração é como uma ave voando solitária, é como um por de sol, vestido de fogo e de despedida...EU ARDO EM CHAMAS DE VIDA..

domingo, 14 de fevereiro de 2010


"Existe um abismo
A lágrima e sua ausência
Por isso há os que choram,
Os que esperam a beira do caminho
E os que cruzam horizontes
Em busca de brisa"(Celso Brito)


Essa noite os fantasmas e os demônios quiseram me assustar...Ah mais eu disse a eles quem eu era, discípula do "Sol que mais brilha", iniciada e ocultista, cristã de fé e não de religião, os demônios não suportam a insígnia do Mestre Jesus e sua pureza...Essa noite eu sai por aí destruindo um monte deles, me foi solicitado.
Estava dormindo e tive que voar até eles. Saíram luzes do centro das minhas mãos e eu tive que ser firme e segurar...Eles sangravam, alguns pareciam vampiros, eram deformados, derretiam como cêra, eram dissimulados em beleza e depois explodiam quando o nome do Cordeiro de Deus era pronunciado...!
Trabalhei a noite toda, afinal eles estão soltos, é carnaval...Festa da carne...A maya e sua prisão...Somos tolos e vítimas da nossa tolice...A alma imatura é fácil de se absorvida nesse jogo!
Acordei cansada, porque não é fácil lutar contra essas energias noturnas que nos perseguem...Tive que desembanhar a espada...Foi necessário!
Acordei pensando também que chegou a hora de deixar essa cidade...Porque a vida desse lugar tem um curso esquisito e diferente do que meu coração almeja!
Não quero mais sonhar em bolhas de sabão...
Já matei demônios está na hora de matar a paixão e o insólito desejo de ti!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Noite longa









" Estou enloquecida pelas ruas que se cruzam no abismo, pelos joelhos fraturados do tempo, pelas margens do rio sem peixes e pela lua que sai de teus dedos" (Haydeé Sorensen)
E que mais poderia me interessar além do seu sorriso e do seu olhar, quando as calçadas estão nuas, e as noites ávidas de precisão, quando a lógica não é mais matemática e as feridas são tantas que a dor está anestesiada??? Para que me esconder se não posso voar? Vou olhar o tigre no fundo dos olhos e sonhar com borboletas...Vou comer a carne do inimigo e dormir em seus braços, vou amar e contiuar na batalha, porque ainda resta uma primavera!
Meu amado e velho pai, me olhou em meus olhos enquanto eu chorava como uma menina pequena e assustada e me disse "Nao chore filha, porque seu pai está aqui, porque você é uma guerreira"..Eu estou sangrando pai, nao tenho sua armadura,a sua força, eles me feriram pofundamente, o inimigo perfurou meu coração, mas ainda bem que não roubaram a minha alma, ela é da verdade, e em meu sangue está a força dos meus ancestrais...
Essa noite será longa, como longas tem sido as decisões...Enquanto a cidade está em hedonismo, meu quarto acendo velas e perfumo meu leito, louvo a Deus e te espero ansiosa...Ainda choro por perdas que mutilaram os meus princípios, sofridos!
A música poder estancar o sangue...Mãos...De quem...? Poderiam jurar que tomei algum alucinógeno, quando a minha maior alucinação é a minha própria trilha...
Riem de mim, podem ri...Pareço uma donzela medieval, uma virgem dominical ou uma mulher em pleno orgasmo nupcial? Pareço com Maria ou Madalena? Quem se importa, ambas eram mulheres e amaram...
Não gostam da minha maneira de escrever, caótica e irregular, diria demográfica...?Eu quero é me expressar em silêncio, porque o barulho me cansa...
Você que tarda, quando o outro você se foi, uma se despede do outro, a outra espera esse abraço que não chega, essa confisão convarde que se tarda e se amedronta diante da vida, seria o amor algo tão perigoso???
Poderia jurar que você estava caminhando hoje pela casa... Já é carnaval e claro que você não está aqui,ninguém está...Queria no momento viajar até em Venesa e ver as máscaras, porque aqui as vejo durante todo o ano...
Eu ainda tenho asas? Elas lhe acolheram e lhe amaram, a noite está longa...Preciso repousar com meus pensamentos...Com sua face que se distancia nas paredes que sao brancas...E que mais me resta pensar...
Me deseje bom sono de onde você estiver, do alto da sua ausência...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

CANÇÃO QUASE MELANCÓLICA



Parei as águas do meu sonho
para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos
ficou por cima, a procurar...
Os pássaros da madrugada
não têm coragem de cantar,
vendo o meu sonho interminável
e a esperança do meu olhar.
Procurei-te em vão pela terra,
perto do céu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,
por que insisto em te imaginar?
Quando vierem fechar meus olhos,
talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,
e que vens, se o tempo voltar.

(Ceília Meirelles)